Motoboy e direção defensiva: garantia de entrega rápida e segura

Quem contrata um serviço de motoboy busca principalmente rapidez e eficiência na entrega de seu pedido.

Mas para que isso aconteça o motoboy precisa se aventurar nas ruas da cidade, encarando diariamente o trânsito caótico das metrópoles e todos os perigos que ele envolve.

Como garantir que a entrega seja feita de forma rápida e segura evitando acidentes tanto para o motoboy quanto para terceiros? A resposta é simples: tornar a direção defensiva uma rotina nos serviços de entrega.

Mas afinal, o que é direção defensiva?

Direção defensiva é a forma de dirigir com prudência e atenção visando evitar acidentes. É identificar com antecedência uma possível situação de perigo, impedindo que o pior aconteça para você e para outros.

Essa atitude de prevenção a acidentes deve ocorrer independente da postura dos outros motoristas. Cabe a você notar alguma situação que possivelmente irá ocasionar um incidente e fazer o possível para evitar que isso ocorra.

Não praticar a direção defensiva pode gerar prejuízos e transtornos não só para o motoboy ao colocar sua saúde e vida em risco, mas também para a empresa com o não cumprimento dos contratos; para os clientes com o atraso na entrega de seus pedidos ou até para terceiros caso haja envolvimento desses em acidentes. Além de perdas materiais e financeiras.

Um motoboy que presta serviço em São Paulo e que adota a direção defensiva como parte integral do seu trabalho mostra ser um funcionário comprometido que se preocupa não só em atender bem e com rapidez os clientes e prestar um bom serviço para a empresa, mas também em evitar que esses tipos de problemas aconteçam.

Quando ele realiza seu trajeto sem cometer infrações de trânsito, respeitando limites de velocidade e sinalizações, sendo cortês com os outros motoristas e clientes, ele está praticando a direção defensiva.

Durante o serviço de entrega o motoboy encontra diversos obstáculos que já são parte da sua rotina de trabalho todos os dias:

  • disputa de espaço com outros veículos;
  • comportamento nem sempre adequado e cordial de outros condutores;
  • ruas, avenidas e estradas nem sempre com as devidas manutenções e sinalizações;
  • meio ambiente e mudanças climáticas desfavoráveis com seu serviço;
  • comportamento inadequado e muitas vezes imprevisível dos pedestres.

Com tudo isso, como é possível tornar a direção defensiva uma prática diária?

Comece antes mesmo de colocar a moto na rua

Todo condutor deve entender que a prática da direção defensiva começa antes mesmo de colocar o veículo na rua e para o motoboy isso não é diferente. Verificar o bom funcionamento da moto é o primeiro passo para garantir sua segurança e das demais pessoas.

Atentar-se à manutenção periódica e preventiva indicada pelos fabricantes é fundamental. Ou caso seja necessário, efetuar os devidos consertos mesmo antes desse período, sempre buscando manter o bom funcionamento do veículo utilizado no serviço de entrega.

Não esqueça de verificar diariamente:

  • Pneus: evite trafegar com pneus carecas e respeite o tempo de vida útil deles;
  • Nível de óleo: verificar o nível de óleo evita problemas no motor, o que acarretaria uma manutenção de custo por vezes muito elevado;
  • Combustível: a conhecida “pane seca” é considerada pelo Código de Trânsito Brasileiro uma infração média, sendo passível de multa e da remoção do veículo;
  • Freios: um dos principais itens de segurança requer atenção especial e manutenção periódica a fim de evitar acidentes;
  • Buzina: útil para chamar a atenção de outros condutores deve estar funcionando corretamente;
  • Retrovisores: por ser um item obrigatório de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, trafegar sem ele pode gerar multa grave e retenção da moto para regularização;
  • Faróis: devem estar ligados tanto durante o dia quanto durante a noite, pois conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro trafegar com ele desligado é considerada infração gravíssima sujeita a multa e suspensão do direito de dirigir. Seu uso também diminui a possibilidade de outros motoristas não notarem sua aproximação.

Equipamentos de segurança obrigatórios para os motoboys

Todo motociclista, independente de exercer ou não a atividade remunerada de motoboy, deve se atentar ao uso dos equipamentos de segurança obrigatórios, sejam eles de uso pessoal ou da moto.

A Resolução nº 14/98 do Contran determina que são itens obrigatórios para motos:
1) espelhos retrovisores de ambos os lados;
2) farol dianteiro de cor branca ou amarela;
3) lanterna de cor vermelha na parte traseira;
4) lanterna de freio de cor vermelha;
5) iluminação da placa traseira;
6) indicadores luminosos de mudança de direção dianteiro e traseiro;
7) velocímetro;
8) buzina;
9) pneus que ofereçam condições mínimas de segurança;
10) dispositivo destinado ao controle de ruído do motor.

Para uso pessoal dos motociclistas e motoboys as resoluções 20/98 e 203/06 do Contran determinam o uso obrigatório de vestuário adequado —  não especificado — e do capacete:

  • o capacete deve obrigatoriamente ter o selo do Inmetro e faixas refletivas na parte lateral e atrás;
  • a viseira deve ser transparente e não é permitida a colocação de películas;
  • para capacetes sem viseira fica estabelecido a obrigatoriedade do uso de óculos de proteção ou óculos comuns para aqueles que o utilizam.

Em uma moto o condutor não conta com nenhuma proteção ao redor de si, por conta disso o uso de outros equipamentos de segurança também são indicados:

  • Luvas: além de protegerem contra lesões em caso de queda, dão melhor fixação e segurança ao segurar o guidom;
  • Joelheiras: protegem de lesões em caso de queda;
  • Cotoveleiras: mesma função das joelheiras;
  • Botas: protegem os pés contra lesões, queimaduras no escapamento e também em protegem em dias de chuva;
  • Antena corta-pipas: evita acidentes com linhas de pipa, que são praticamente invisíveis aos olhos do motoboy enquanto pilota;
  • Colete refletivo: item obrigatório para o serviço de motoboy, permite que este seja visto com facilidade pelos demais motoristas;
  • Mata-cachorro: é uma estrutura tubular em metal que deve ser colocada na frente do motor, logo à frente das pernas do motociclista para sua proteção.

Direção defensiva no dia a dia

A rapidez no serviço de motoboy deve ser uma de suas principais características, mas isso deve ser feito de forma consciente e segura. Veja aqui algumas dicas para serem colocadas em prática no dia a dia do motoboy:

  • quando necessário fazer uma ultrapassagem, que essa seja sempre realizada pela esquerda;
  • mantenha a velocidade da moto de acordo com as condições de tráfego e do momento, respeitando o limite da via por onde está transitando;
  • evite sempre que possível circular entre as faixas;sempre segure o guidom com ambas as mãos;
  • evite os “pontos cegos” do retrovisor mantendo-os ajustados corretamente;
  • esteja sempre a uma distância segura dos demais veículos;
  • a buzina é um item obrigatório, mas deve ser utilizada com moderação;
  • cuidado com correntes de ar: ultrapassagem a ônibus e caminhões podem causar deslocamento de ar e derrubar o motoboy causando graves acidentes;
  • reduza a velocidade durante períodos de chuva e tenha atenção redobrada em pistas escorregadias;
  • não utilize dispositivos móveis enquanto pilota, rádios comunicadores nem atenda ligações telefônicas; se necessário pare por um momento e resolva as questões que precisa, pois qualquer distração desse tipo pode resultar em um acidente.

Motoboy pode trafegar pelo corredor?

O que mais vemos diariamente são motoboys trafegando pelos corredores. Atualmente essa prática não é ilegal e ainda não há legislação que a regulamente ou diga até onde se pode ir, porém ela pede alguns cuidados:

  • para andar no corredor o motoboy precisa ter segurança no que está fazendo e isso pede prática e tempo de habilitação, portanto, não arrisque caso não se sinta preparado;
  • sempre faça o possível para ver e ser visto pelos outros condutores;
  • preferencialmente utilize o corredor somente quando o trânsito estiver mais lento;
  • evite ao máximo excesso de velocidade nos corredores, pois qualquer desvio de outro motorista poderá causar um grave acidente, geralmente com consequências maiores e mais graves para quem está na moto;
  • somente utilize o corredor quando esse estiver livre, evitando assim forçar a passagem.

Essas são algumas dicas de como tornar a direção defensiva uma prática comum no serviço de motoboy. O objetivo é evitar acidentes que coloquem em risco a vida desses profissionais e do atraso no atendimento aos clientes.

A Motoboy.br trabalha com rapidez e segurança para atender os clientes sempre da melhor forma possível. Prezamos não só pela segurança de sua encomenda, mas também a de nossos motoboys.

Oferecemos suporte online para que você possa acompanhar sua entrega em tempo real. Seu pedido é retirado em até 30 minutos dentro de qualquer bairro de São Paulo e além disso atendemos toda região da Grande SP, Litoral Norte, Litoral Sul e Interior de São Paulo.

Nosso atendimento é 24 horas.
Entre em contato conosco através do telefone: (11)2642-0378
Ou acesse nosso site www.motoboy.br.com

One Reply to “Motoboy e direção defensiva: garantia de entrega rápida e segura”

Deixe uma resposta